Em Itapipoca/CE família acusa Hospital de negligência após morte de um bebê na unidade



Nerize Maria da Conceição, 25 anos, natural de Umirim, 39ª semana de gestação, deu entrada no Hospital São Camilo, Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo na sexta-feira, 12, porém foi informada que neste dia o gerador do hospital não estava funcionando, motivo que fez ela retornar para casa, com data para retorno hoje, 15. Chegando na unidade de saúde, a paciente realizou uma ultrassom, foi verificado os batimentos cardíacos da criança, que por está tudo nos conforme, seria realizado em seguida a cirurgia cesariana, entrando no consultório do médico, a família foi informada que a criança já estava em óbito há dois dias dentro da barriga da mãe, sendo que há poucas horas no exame ultrassom, tentando corrigir a situação, o mesmo médico afirmou que eram cinco dias de óbito, afirmando que um vaso sanguíneo teria estourado no rim do bebê. A família desconfiada das contradições do médico, abriram um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Itapipoca, um dos motivos seria a não liberação do corpo da criança para a realização da autópsia. 

ATUALIZAÇÃO DO CASO: a informação de que a criança nasceu com vida, e não teve óbito, como informou o hospital. A declaração de óbito emitida pelo Hospital São Camilo confirma está informação. 

O médico após esta situação, deixou de ter contato com a família para mais explicações, tornando-se ausente no caso. Às 15:45h desta tarde, a família recebeu a declaração de óbito, que comprova que a criança nasceu com vida, porém, dentro da unidade algum fator desconhecido aconteceu, que logo veio a óbito. 

0 Comentários

Postar um comentário

Poste um comentário (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anunciantes parceiros