Em Fortaleza/CE morador de Itapipoca se alimenta de doações e do que acha em caminhão de lixo


Um morador de Itapipoca/CE, Litoral Oeste, identificado como Francisco Hélder da Silva, de 43 anos vigia carros próximo a uma das mais movimentadas avenidas de Fortaleza/CE, onde se alimenta apenas com o que recebe de doação, e do que acha nos caminhões de lixo. Ele consegue comprar com os trocados que recebe de gorjeta. Para ele, a sombra das árvores e as lajes são locais de moradia.

“Minha situação é difícil porque não tenho casa e moro por aqui mesmo na rua. Um dia durmo por aqui perto do hospital; outro dia durmo lá no Centro da cidade. Outra vez ali na Avenida Dom Luiz, no shopping, na calçada. Não tenho onde ficar e vivo vigiando carros. As sombras das árvores e dos prédios são as minhas moradias. Hoje estou aqui na Avenida Santos Dumont e amanhã só Deus sabe”,

Francisco Hélder é natural de Itapipoca, a 130 km de Fortaleza, e viajou para capital para tentar melhores condições de trabalho, mas não obteve oportunidade.Hélder diz que tudo que tem é de doações e que não faz parte de nenhum programa do Governo Federal.

“Tudo que ganho é de doações. Não tenho Bolsa Família, não recebo nenhum auxílio de ninguém importante [governo ou prefeitura]. Quando tenho sorte, pego algo do caminhão do lixo legal. Biscoito e pão sempre aparecem enrolados em sacos plásticos ou dentro de caixas. Uma vez ou outra pego iogurte, fruta, pedaço de queijo. O vencimento é de dias, mas nunca deu problema pra mim, não”, diz.


Fonte: G1 Ceará:

0 Comentários

Postar um comentário

Poste um comentário (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anunciantes parceiros