Com um investimento de cerca de R$ 250 mil reais, quatro cidades no Interior do Ceará deverão receber um novo serviço de transporte a partir da segunda quinzena de setembro. Itapipoca, Quixadá, Santa Quitéria e Boa Viagem foram os municípios escolhidos para o início das operações da LocaTuk, com os Tuk Tuks elétricos, que são veículos pequenos de três rodas destinados a viagens curtas dentro dos ambientes urbanos. Contudo, segundo os sócios da empresa, Fortaleza já está no mapa dos planos de expansão das operações no futuro.Além disso, a expectativa é que a empresa possa levar os serviços a todo o País nos próximos anos. Trazidos direto da China, os Tuk Tuks deverão ser usados em trajetos mais curtos e oferecer um serviço mas barato às pessoas das regiões onde há operação. Segundo um dos sócios, Miguel Andrade, uma viagem de cerca de dois quilômetros deverá ter o preço de R$ 5.

"Nós decidimos começar pelo interior do Ceará para fazer o teste do modelo de negócios. Mas em relação à expansão, nós planejamos continuar chegando em mais cidades no interior para, depois, mais na frente, chegarmos nas capitais", revelou Miguel.Andrade também comentou que, nas cidades grandes, os Tuk Tuks deverão operar em um modelo mais restrito, buscando atender às movimentações dentro de um mesmo bairro. "A ideia é que as operações sejam no mesmo bairro. Não achamos que a pessoa vai pegar um Tuk Tuk da Aldeota para a Parangaba. Como o Tuk Tuk é todo aberto, nas cidades grandes, isso poderia não ser tão seguro. Após os testes nas cidades do interior, a ideia é trazer um número maior de veículos, todos importados da China", disse.O projeto da LocaTuk contará, inicialmente, com 12 veículos que serão distribuídos de forma igual para as quatro cidades iniciais do projeto. Ou seja, cada cidade terá três Tuk Tuks disponíveis. "É um veículo limpo que não agride o ambiente, além de promover mobilidade urbana em cidades que não têm transporte público a preços baixos", disse.

Fonte: Diário do Nordeste