Cerca de 60 policiais federais cumprem, ao todo, 14 mandados de busca e apreensão no Ceará e no Pará
Publicado em: 06/03/2020


A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (6), a Operação Encalhe para aprofundar as investigações envolvendo uma embarcação que encalhou, em setembro de 2019, entre as praias de Mundaú (Trairi) e Baleia (Itapipoca), no litoral do Ceará.Cerca de 60 policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão, sendo nove no Ceará, nos municípios de Trairi e Itapipoca e cinco nas cidades de Belém, Barcarena e Soure, no Estado do Pará. Foi de lá que teria partido a embarcação, abandonada pela tripulação com cerca de 20 mil carteiras de cigarros.

Barco encalhado em setembro de 2019


De acordo com a PF, diversos participantes da rede criminosa foram identificados, mas o objetivo da operação é "reunir elementos para delimitar a participação de cada um dos envolvidos e identificar eventuais financiadores do contrabando de cigarros no litoral cearense".Ainda segundo a instituição, todos os identificados poderão responder pela prática dos crimes de contrabando e de associação criminosa, cujas penas podem ultrapassar 10 anos de prisão.Dados pessoais dos presos ou investigados, entretanto, não podem ser repassados devido ao normativo do abuso de autoridade, complementa a Polícia Federal.

Fontes: Diário do nordeste 

Curta a nossa página no Facebook:é só clicar aqui