O ministro disse que é preciso quebrar o monopólio do refino do petróleo
Data desta publicação: 10/04/2019 as 18:02

O ministro paulo guedes disse na terça feira ( 9 ) que o preço do gás de cozinha vai cair pela metade em até 2 anos dentro do plano do governo de fazer um “choque de energia barata”. Para tanto, Guedes afirmou ser preciso "quebrar o monopólio” do refino do petróleo, concentrado nas mãos da Petrobras, e da distribuição do combustível "Daqui a dois anos, o botijão de gás vai chegar pela metade do preço à casa do trabalhador brasileiro", garantiu o ministro. Guedes ainda afirmou que, no Brasil, o BTU , que é unidade de gás, custa US$ 12, mais caro que no Japão e na Europa, onde custa US$ 7. Nos Estados Unidos, que têm gás natural, o BTU custa US$ 3, segundo o ministro o gás de cozinha no brasil é muito caro devido o monopólio hoje concentrado nas mãos da Petrobras, e reduzir a "roubalheira"O ministro também voltou a dizer que vai dividir com prefeitos e governadores uma fatia maior da arrecadação com petróleo já em 2020. "Nossa ideia é já pegar o pré-sal , já pega no ano que vem, e já joga 70% [da arrecadação para estados e municípios]", explicou. "A maior parte [desses recursos], 65%, são da União, e 35% dos estados e municípios. Então 70% tem que estar com estados e municípios já! Não é daqui a 20 anos", completou.