O ex presidente foi preso em março mais foi solto 
data desta publicação: 02/04/2019 as 11:30


A Procuradoria-Regional da República da 2ª Região (PRR2) recorreu nesta segunda-feira, 1º, à Justiça para que o ex-presidente Michel Temer, o ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco e outros alvos da Operação Descontaminação sejam presos novamente, o ex presidente temer, moreira franco e mais seis investigados foram detidos pela policia federal,no recurso, a Procuradoria pede ao próprio Athié que reveja seu entendimento e caso não decida pela prisão, que o recurso seja analisado pela Primeira Turma Especializada do TRF2. O pedido de habeas corpus movido pela defesa de Temer chegou a ser incluído na pauta do colegiado, mas não foi analisado porque o desembargador libertou o emedebista dois dias antes do julgamento,caso Athié e a Primeira Turma Especializada entendam que os investigados não devem ser detidos novamente, os procuradores Mônica Campos de Ré, Neide Cardoso de Oliveira, Rogério Nascimento e Silvana Batini Cesar Góes pedem que sejam determinadas as prisões domiciliares deles, com monitoramento por tornozeleira eletrônica, recolhimento dos passaportes e proibição de contato com os demais alvos da operação,no recurso, os procuradores classificam a decisão de Athié como “açodada”. “Não havia abertura jurídica para que o relator concedesse açodadamente a ordem de habeas corpus em detrimento da prévia manifestação do Ministério Público Federal e do necessário debate entre os membros titulares da Primeira Turma Especializada”, afirmam.

fontes: veja