A empresa teria entrado para a lista de privatização de jair bolsonaro 
Data desta publicação: 19/04/2019 as 18:38

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve privatizar a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Conforme informações do portal G1, a operação já foi autorizada. A avaliação do Governo Federal é de que o modelo de negócio da estatal está ultrapassado, porém com alto valor estratégico. No último dia 20 de março, a estatal completou 50 anos de fundação em entrevista na estreia do programa Central da Globonews, na noite da última quarta-feira, 17, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que o presidente havia incluído uma nova empresa na lista de privatização. “Tem empresas que vão ser privatizadas que vocês nem suspeitam ainda”, apontou. O ministro acrescentou que Bolsonaro concorda com a medida, segundo apuração da jornalista Cristiana Lôbo, do portal G1, a empresa a qual o ministro Paulo Guedes se refere seria os Correios. Durante a campanha eleitoral, Jair Bolsonaro havia prometido a privatização de algumas estatais, entre elas, os Correios, na avaliação da equipe presidencial, o setor em que tem atuação dos Correios está em fase de transformação. Para a estatal sobreviver, deve ser mais competitiva, ter menos amarras e precisa ser renovada para os novos tempos, especialmente com o crescimento e-commerce, apesar de não ser confirmado, o rumor de que os Correios serão privatizados é visto como uma grande possibilidade por analistas de mercado. "É um caminho natural para as empresas postais no mundo a privatização", afirma o mestre em Economia pela Universidade Estadual do Ceará (UFC), Gregório Matias.