NASA
Muito tem se falado sobre os furacões recentemente, depois do Harvey, do Irma e agora do Maria castigarem o Caribe e parte dos Estados Unidos. Mas, a final de contas, será que você sabe como se formam os furacões? Sabe o que os deixa mais ou menos potentes? E como eles chegam ao fim?
Se você ainda não tinha noção de como essas coisas acontecem na natureza, fique sabendo que os furacões, bem como os tufões, são ciclones tropicais se formam sobre as águas do oceanos. O mais interessante de tudo é que se você entender como as chuvas de formam, vai entender também como se formam os furacões. Tenso, não?
NASA
Segundo os especialistas as tempestades que dão origem furacões se formam a partir da evaporação de água para a atmosfera. O problema é que, ao contrário das chuvas, os furacões podem durar uma semana e seus ventos costumam ultrapassar os 200 quilômetros por hora.Essa potência toda, segundo os especialistas, acontece porque a água dos oceanos evapora em grandes proporções, em uma área extremamente vasta que pode abranger centenas de quilômetros. Isso, sem contar que eles estão sendo alimentados por águas quentes, com temperatura acima de 27ºC.
Por sua vez, o ar frio, de maior pressão, invade o espaço desocupado pelo vapor que subiu. Assim, o ar frio também se aquece e sobe, fazendo movimentos circulares.
Quando chega no alto da atmosfera, o ar quente acaba se resfriando e se transforma em nuvem, fazendo um sistema de nuvens e de ar em movimento, os efeito de um furacão são devastadores causando chuvas torrenciais, raios, ventos de até 200 km por hora e um rastro de destruição.